Paciência



Diferentemente doutros tempos, hoje, amadurecido, já respiro mais pausadamente.
E sem escapatória, quando se trata de suportar pensamentos tortos de uns, outros e terceiros, na certeza de que um dia a piada perde a graça. 
Juro: sinto-me bem melhor assim!