Incerto e não sabido



Como segredo mortal, a PF segue negando já saber onde botar mãos em pai e filho que lesaram cofres públicos, via legislativo estadual.