Abiu



Coçando de curiosidade, Lemos já esteve batendo na porta da PF, atrás de novidades sobre títulos podres.
“Nada a declarar. Caso ainda corre em segredo de Justiça”, foi só que ele pôde ouvir do ‘delega’.