Duelo



Em 1963, Arnon Melo [pai de Collor] e Silvestre Péricles trocaram tiros no plenário do Senado e acabou sobrando pra José Kairala, do Acre, que tombou morto.
Ambos foram pra cadeia, onde ficaram poucos dias graças à soberana impunidade da época.