Dinheiro sujo



No caso dos títulos podres, dos quase R$ 12 milhões desembolsados pela Alap, mais ou menos R$ 8 milhões deles teriam voltado pra forrar bolsos de deputados, que a PF já sabe quem são, mas não conta pra ninguém.