Barulho



No Tjap, não bastasse o sindicato dos servidores, agora é a vez da Associação dos Magistrados do Amapá também reivindicar —aqueles por reajustes salariais, estes por valorização da classe.
Mas para os juízes, essa valorização deve ser de verdade, não somente na ficção ‘piniana’, diz uma fonte.