Estratégia



“É possível que mesmo modus operandi usado hoje, com mesa renunciando em bloco, se repita ano que vem, para que Kaká também não cumpra o novo mandato”, já admitem parlamentares.