Faz de conta



Como se tatuar o corpo com nome da dita pessoa ‘amada’ fosse uma demonstração de extrema, verdadeira e eterna sinceridade.
Tudo coisa pra inglês ver e bobo velho acreditar.
Não cola.