Parceiro



Oito anos na Procuradoria de Justiça, promotor Adilson Garcia confessa nunca ter negado ombro amigo para as lideranças políticas de Santana, onde mantém base de trabalho.
Mas, noves fora, lamenta que reciprocidade não tenha abrangência de alguns, “talvez por se julgarem intocáveis, inclusive acima da lei, o que os torna mais vulneráveis que outros”.