Injustiça



Kaká estava sendo alvo de ‘litigância de má fé’, quando mandato dele (17/19) passou a ser dado como inválido, falou e disse o advogado Ruben Bemerguy, após vitória na Justiça.