Fiasco



Via MS, parlamentares queriam garantir que deputados eleitos em 6 de dezembro assumissem cargos da Mesa.
Além de Perez e Gurgel, Augusto Aguiar, Jaci Amanajás, Jory Oeiras e Paulo Lemos já haviam encomendado ternos para posse.