Fome



Segundo Maurício, presidiários do Iapen só comem frango, agora com porções reduzidas porque pagamento da terceirizada está em atraso.
“E, em vez do governo, é o estômago do preso é que está pagando o pato”, ironizou o advogado.