Júri popular



Doze anos depois, Carlos Montenegro vai a júri popular nesta sexta, em Brasília —acusado de jogar do 14º andar do hotel Gran Bittar a modelo amapaense Patrícia Melo.
Processo – que se arrasta desde 2005 – teve forte atuação do advogado Pedro de Paula como assistente de acusação por mais de 5 anos – e foi vital para que o empresário fosse levado a julgamento.