Contra



Lemos (Psol) concorda com o MP, porque vacância só se configura com cassação do titular, mas não acha justo cobrar devolução de salário de Janete, como substituta de Moisés.
Porque se assumiu parlamento foi com o devido consentimento legal da instituição, “logo que culpa tem a ‘colega’, se foi convocada para assumir mandato?”, questiona o psolista.