Direto ao ponto



Juiz João Bosco nem ficou atrás nos floreios, tangeando: “Não tenho direito ao escrutínio, mas sou a favor da Lei de Abuso de Poder” —aos trancos e barrancos no Congresso Nacional—, disse alto e bom som, sem pestanejar, quando perguntado por mim, na Justiça Federal, nesta segunda 27.