Prejuízo



Calçoene e Pedra Branca podem ficar sem acesso ao FPM e outras receitas federais.
São os únicos municípios do AP que ainda homologaram receitas e despesas de 2016.
Quem vai acabar ‘pagando o pato’ é aquele que não tem nada a ver com isso: a população