Quem?



Pergunta que não quer calar.
Quem vai investigar o rombo de R$ 2,2 milhões que a CGU aponta nas contas de 2013 de Jozi Araújo na Fieap? MPE ou MPF?
Ela já prorrogou mandato como presidente da entidade até 2021.
A Fieap segue afastada da CNI, e tem até morto como suplente da diretoria. Os sindicatos não mugem nem tugem.
(Paulo Silva)