Dificuldade



Telinho (Seplan) reconhece que finanças do Amapá continuam instáveis.
Mas como uma luz no túnel espera aprovação de projeto de recuperação fiscal dos estados que tramita no Congresso Nacional.
O que poderá fazer com que GEA respire um pouquinho melhor.