Exceções



Com fim do privilégio de foro, só quem terá direito a ser julgado exclusivamente pelo STF são os presidentes da República, da Câmara e do Senado, durante o exercício do mandato.
Como sabe, instância superior de magistrados é o CNJ.