Reprovado



João Henrique segue como ‘ficha limpa’, porque CMM é quem vai bater martelo seguindo ou não parecer do TCE-AP pela reprovação das contas de 2014 quando estava prefeito.
Claro, se decisão for política, e não técnica.