Reconhecimento



“Homenagem faz justiça, porque o Manoelzinho era uma daquelas pessoas que se pode dizer ‘insubstituível’. Ele foi o primeiro enfermeiro, foi agente distrital e tabelião. Um grande companheiro”.
Clécio, prefeito