Chicote



Besaliel (Assembleia de Deus) jura que o MP usou de má fé para induzir juíza Alaíde de Paula a erro na liminar que suspendeu repasse da última parcela do termo de fomento do GEA para o centenário da igreja. E elogia juiz Ernesto Collares por revogar a medida.