Decidido



A partir de outubro, pra economizar nos custos, expediente corrido no judiciário vai das 8 às 14h, mas sem nenhum prejuízo no atendimento à população, garante presidente Tork (Tjap).