Omissão



Com aumento da tarifa de 46% na conta consumo de energia, anunciado para novembro, já são quase 100% de reajuste em menos de 1 ano, enquanto o salário mínimo ganhou gordura de menos de 6,5%.