Impureza



Seria bom Procon e Vigilância Sanitária aferirem água dita mineral vendida em garrafões em todos os quadrantes da capital, porque preços, que variam entre R$ 2,50 e R$ 9, mostram que tem produto fraudulento sendo comercializado a rodo.