Veto



MP-AP enquadrou Alap e proibiu presidente Kaká (Avante) de fazer doações a entidades assistenciais, como vinha ocorrendo, restringindo orçamento às necessidades do Legislativo.