Inelegibilidade



Condenação de José Bessa pelo TCU não alcança perda do atual mandato de prefeito de Porto Grande, mas o torna inelegível para a reeleição em 2020, considerando que sentença por órgão colegiado carimba o nome dele como ‘ficha suja’.