Tropeços



Não tivesse maioria na CVMZ, prefeito Dudão estaria hoje sob enrosco, e até sujeito à cassação de mandato, por ‘crime de responsabilidade’, pela falta de prestação contas de gastos públicos dentro de períodos previstos na Lei Orgânica do município.
Por seguidos malfeitos em Mazagão, vereadores de oposição até já comparam administração dele à do prefeito Victor Hugo, em Itaubal, também em constantes e incorrigíveis trancos e barrancos.