Crime eleitoral



TRE alerta os mais afoitos: propagar posts nas redes sociais maculando imagem e honra de candidatos, além de crime eleitoral sujeito à cassação de registro ou de mandato, pode resultar de dois até quatro anos de cadeia. Todo cuidado é pouco.