Abuso



Anac precisa botar freio nas empresas aéreas, que sem qualquer critério cobram de forma abusiva por bagagens como se conteúdo fosse cédula de 100 reais saídas dos mangotes criminosos da Lava Jato.