Violência



Preocupado com aumento de mortes por ações policiais, Maurício Pereira diz que OAB se manterá “vigilante” para que a Declaração Universal dos Direitos Humanos seja respeitada na gestão Bolsonaro.