Porta-voz diz que Bolsonaro manterá Coaf sob controle de Sergio Moro.
Presidente havia admitido possibilidade de órgão deixar a pasta da Justiça e voltar para a de Economia, registra Folha de S. Paulo.