Aquilo



Carlos Sousa (Sejusp), durante o tempo que levou da elaboração dos projetos para acessar a dinheirama para o setor, e a liberação dos recursos, esteve em Brasília “enchendo o saco da bancada parlamentar”, segundo ele mesmo disse.