Cristo!



De repente, desembargador Manoel Brito vira culpado por todos os tropeços eleitorais à época em que era presidente do TRE.

Porque tão logo operação da PF, nesta quarta, 10, veio a lume, já era alvo de postagens responsabilizando-o por ‘insucesso’ nas eleições passadas.