Desumanidade



Marizete Góes, do núcleo da Sejusp contra tráfico de pessoas, aponta os porquês desse crime:

Prostituição, comércio de órgãos e escravidão.

Absurdo!

Facilidade

Por ser estado fronteiriço perto do Caribe, de onde se chega mais rapidamente na Europa, Amapá é a principal rota do tráfico de pessoas.

No Brasil, 76% desse tráfico passam por aqui.