Eu, hein!



Coisa que não dá pra aguentar: tudo que se faz de bem, em Macapá, é depredado.

Duas coisas que revoltam: depredação da estátua de Mestre Oscar, no habitacional de mesmo nome, e do pedalinho da praça Floriano Peixoto.