Não!



Em sua página no facebook, Camilo optou por uma hashtag pra justificar o voto contra a reforma, quarta 10, em Brasília.

#EssareformaNão

E não se fala mais nisso.