Botando fé



WGóes e Bené (Setrap), otimistas, acreditam que mais tardar em 2021, toda obra de duplicação da Duca Serra já esteja inteiramente concluída —apesar de todinha bancada com recursos dos cofres estaduais.