Solto



Por decisão do presidente do Tjap, João Lages, o comandante do navio Karoline, Paulo Márcio Queiroz, foi solto por habeas corpus da defesa.

A prisão foi efetuada em 26/03 sob a justificativa de que o acusado estava deliberadamente atrapalhando as investigações.