Democraticamente



Celso Mello derruba sigilo e manda divulgar vídeo de reunião em 22 de abril, citada por Moro em depoimento.

Mas não integralmente, porque mandou cortar trechos de falas do PR sobre outros países.