Encrenca



Líder da Igreja Evagélica Getsêmani em Macapá, pastor Jeremias Barroso, foi preso preventivamente pela Polícia Cívil na tarde desta sexta (19) . Jeremias é acusado de abusar sexualmente de 10 mulheres (ou mais) em seu templo evangélico.