Adiado



Julgamento do TSE, com Jesus Pontes e Jaime Perez no banco dos réus, por fraude na quota de gênero pelo PTC, partido deles em 2018, acabou ficando pra depois.

Por pedido de vista do ministro Alexandre, mesmo com maioria já formada pela cassação de mandato.