Covardia



Assassinato da jovem Carla Renata ao final do ensaio do grupo junino ao qual pertencia deixa o Amapá de luto e aumenta indignação pela violência que se alastra, ceifando vidas e deixando população à mercê de bandidos. Que os covardes criminosos apodreçam na cadeia!

Dindim



Beneficiários do programa Renda Pra Viver Melhor, do GEA, recebem neste sábado pagamento de março, com grana já amanhecendo na conta bem cedinho.

Perigo



CTMac enfim resolveu problema crônico do semáforo da Timbiras com Hildemar Maia.
Mas como nem tudo são flores, o da Antônio Coelho de Carvalho, perto do Glicerão, está ‘apagadinho da silva’, com sérios riscos de acidentes.

Evento



Começou na noite desta sexta a Virada Afro no corredor cultural criado no entorno da Fortaleza de São José de Macapá, com programação pra lá de atraente.
Perspectiva de grande público até domingo.

Fôlego



Provocado por Marcos Reátegui, notícia boa dada pelo ministro Kassab nessa sexta:
Projeto de superalimentos no Bailique, que abarca açaí e camu camu, em vez de trégua por falta de grana, terá mais injeção financeira.

Luz no túnel



Superalimentos, no Bailique, é sinal de novos e bons ventos soprando em favor das Ilhas, fortalecendo economia da região.

Cara de pau



Tem gente muito mal acostumada: promovem eventos caríssimos, contratam artistas nacionais a peso de ouro e ‘forçam’, por assim dizer, ampla divulgação pela imprensa.
Na contramão, nadica de nada para empresas de comunicação no estado.

Pouco caso



Aliás, dos quase R$ 1,2 mi que Brasília mandou pra bancar evento, organizadores destinaram minguados R$ 8 mil para divulgação.
Uma brutal falta de respeito para com a imprensa amapaense, apesar de sempre escancarada quando se trata de valorizar o regional.

De olho



À imprensa cabe agora ficar de olho na prestação de contas, se toda aquela dinheirama (R$ 1,2 mi) foi corretamente aplicada na Virada Cultuiral, ou se acabou forrando o bolso dos organizadores, os mais espertos e nem tão honestos.

Omissão



Não são apenas órgãos públicos que “esquecem” que veículos de comunicação são empresas e, como tal, têm que ser pagas para divulgarem eventos. Iniciativa privada também se omite nesse aspecto, como um shopping de Macapá, que é useiro e vezeiro nessa prática.

Embrulhados



É uma pena que bons políticos acabam se lambuzando no lodaçal de malfeitos que grassam de norte a sul do país. Entre nós, por exemplo, com fortes ações parlamentares, Mira Rocha e Jorge Amanajás não são exceções.

Trampo



Ao contrário das demais instituições públicas do estado, a Prefeitura de Macapá manteve funcionando integralmente todos os setores administrativos, técnicos e operacionais durante toda essa sexta-feira.

Cadafalso



Além das seguidas condenações na Justiça, Moisés (PSC) tem até sexta para apresentar defesa escrita em processo aberto pela Comissão de Ética da Alap, que pode resultat na cassação do mandato dele de deputado estadual.

Imortais



Pastor Oton Alencar (AD) comemora criação da Academia Amapaense de Letras Evangélicas.
Posse dos seus 25 primeiros membros aconteceu na noite de quinta, no auditório da OAB, que ficou pequeno pra tanta gente.

Moita



Caso Mira Rocha desgraçadamente seja apeada do mandato de estadual, quem a sucede na Alap é Haroldo Abdon (PPL), já com terno encomendado para a posse.