Visita



Estive com o ex-desembargador Honildo Amaral, ontem, no prédio (Asa Norte) onde pilota banca de advogados, em Brasília.
Queixou-se por não haver sido lembrado pros 20 anos do Tjap, pediu off sobre condução no STJ casos Brahuna e conselheiros TCE, tomamos cafezinho, trocamos cartões de visita e, depois, um cordial ‘até mais ver’.
Ah, lembrou que, diferentemente do Tjap, hoje, no STJ é recebido como se ministro substituto ainda fosse, apesar de já um bom tempo fora do cargo.

Repulsa



Tem ficado cada vez mais longa distância que sempre separou Cristina (PSB) e Marília Góes (PDT), na AL.
Desafetas assumidas, por conta de agressões mútuas, são almas que não se cruzam.

Brinde



Meu respeito e carinho ao poetinha Osmar Júnior, que hoje contabiliza vividos e bem vividos 52 anos de idade.
Carrega DNA de altíssimo talento musical.
Orgulhosamente, amigo do peito e irmão camarada.
Parabéns

Prematuro



 

Um dos preferidos do Setentrião, Michel JK (PSDB) voltou a despistar se vai mesmo disputar prefeitura, ano que vem. 
“Cedo, muito cedo ainda”, disse, quando perguntado.

Hein?



 

Ex-diretor, Juclicleber (CEA) vai ao twitter e pergunta.
“Cadê o dinheiro que o governo de Camilo diz ter deixado para investimentos na melhoria de redes de energia elétrica, estado adentro?”
Sei lá!

Interrogação



No que mais a política também se permite fazer, além de gravitar em torno do erário: melhorar a vida das pessoas, tenham ou não votado em quem detém mandato.
E por que nem sempre pode ser assim?!

Equívoco



Está redondamente enganado quem ainda imagina que o poder engorda.
Vide o secretário Teles Júnior (Seplan).

Persistência



Promotor Moisés Rivaldo tem dito e repetido.
Que ainda não freou vontade de se eleger senador, apesar de recente revés nas urnas —mas muito bem votado, registre-se.

Eu, hein?!



Todo político diz que sim, que não, mas que também não sabe.
E Rosemiro Rocha é um deles, sobre o que fazer da vida política, doravante.

Tico e Teco



Não passou de um conto mal contado possível desentendimento entre Moisés e Pedro Da Lua, como levado aos ares pela Rádio Corredor, na AL.
Seguem ‘unha e cutícula’.

Prudência



Sem querer destruir apreço, mas vale lembrar ao presidente Acácio Favacho (CVM).
“Não se apaga fogo com gasolina!”.

Será?



Lourival Freitas não cansa de afirmar, mas Joel Banha segue corrigindo: “o PT não anda de namoro com o Setentrião!”.
É ver pra crer.

Combinado?



 

Entrevista de Dilma, ontem, acabou virando uma conversa ‘sem pé nem cabeça’.
E com o Jô [com todo o respeito que merece] parecendo mais preocupado em agradar a presidenta do que questioná-la sobre turbulências por que passa o país, atualmente.

Em casa



Pesquisa: EUA são campeões no mundo [2 milhões] em educar filhos fora da escola.
No Brasil, apenas 2,5 mil famílias fazem isso, e, inclusive, com ‘molecada’ obtendo aprovação no Enem.