Greve



Servidores do INSS, em Macapá, também aderem paralisação nacional.
Ao invés de 21%, proposto pela União, mas rejeitado, reivindicam 27,3% de reajuste salarial.