Parcial



O placar para a presidência da CVM, em janeiro, até quarta, 23, estaria acusando 12 a 11 em favor de Acácio, que votantes de Nelson até admitem, mas invertem posição mais tardar até sexta 25.