Recado



Roberto Alvares: ”Quero destacar que na hora que for necessário corrigir (maus feitos) pela justiça dos homens, o MP não abre mão de levar aqueles que acaso incidam em indícios a refletir sobre seus atos”.