Volta



STF deu brevê para Júlio Miranda e Amiraldo Favacho retomarem respectivos assentos no TCE-AP.
Decisão foi do ministro Gilmar Mendes, que nesta segunda também abriu seu saco de bondades para vários políticos, livrando-os de denúncias feitas pela PGR.