Resgate



“Moradores de rua vivem em situação de vulnerabilidade e sofrem discriminação. Não ajudar de alguma forma vai de encontro aos valores democráticos. Possibilitaremos acesso a esses cidadãos, pois o MP-AP deve ser a porta de entrada para o restabelecimento de sua dignidade e acesso à justiça de forma coletiva”.
Márcio Alves, procurador-geral