Ressocialização



“O Estado assumiu a responsabilidade da custódia, e cabe a ele dispensar tratamento digno, humano, com foco não apenas no aspecto punitivo, mas sobretudo nas ressocialização”.
Maurício Pereira, advogado (OAB)